X

Quer ficar por dentro das nossas promoções, conteúdos e novidades?

Assine a nossa news e saiba ainda mais sobre o mundo dos livros:

Blog

clube leitura adulto março

No mês da Mulher, o Clube Leitura indica obras de grandes escritoras

Chegou o momento mais aguardado do mês! Conheça os livros indicados por nossos consultores literários para o kit Clube Leitura Adulto de março. Neste Mês da Mulher, todas as obras indicadas são de grandes autoras que você precisa e merece conhecer!

Razão e Sensibilidade”, é a indicação de Menalton Braff. Primeiro romance de Jane Austen, a obra conta a história de duas irmãs com personalidades muito diferentes: Elinor é ‘razão’, Marianne é ‘sensibilidade’. As irmãs enfrentam grandes desafios em suas vidas amorosas e são forçadas a encontrar o equilíbrio entre razão e emoção antes de conquistarem o verdadeiro amor.

Com sua ironia característica, a escritora inglesa Jane Austen usa as personagens para mostrar os perigos de ser franco demais numa sociedade essencialmente hipócrita, onde há muito mais mérito em esconder do que em mostrar. O livro, que foi lançado originalmente em 1811, faz um retrato mordaz da sociedade britânica do início do século XIX.

Jane Austen é uma das mais famosas escritoras inglesas, mesmo após mais de dois séculos de sua morte. A autora consagrou-se por seus diálogos afiados e pela ironia presente em seus romances. Seus recursos de linguagem tinham um alvo específico: a sociedade provinciana inglesa do século XVIII.

O Ano em Que Morri em Nova York”, da escritora e jornalista carioca Milly Lacombe é a indicação de Flavio Gomes. Neste romance, a protagonista vai do paraíso ao inferno em poucas páginas. Casada com a mulher que ama, ela suspeita de que tenha sido traída durante uma de suas viagens de negócios. A angústia de não saber o que se passa, o medo de perguntar, desconfiança e a dúvida, que nunca tiveram espaço na relação – considerada perfeita pelos amigos –, agora rondam o casal. A obra não é só a história de um casamento desfeito por conta de uma suposta traição. Estas páginas trazem a trajetória de uma mulher desde a sua redescoberta até o doloroso rompimento. Uma mulher que assume sua orientação sexual tardiamente, e que luta para fazer a família entender, os amigos apoiarem e os colegas de trabalho aceitarem.

Uma das principais ativistas brasileiras LGBTT, Milly Lacombe cria neste seu primeiro romance, com viés autobiográfico, uma história densa, mas aliviada pelo humor. Um livro que é também uma viagem de autoconhecimento, e, acima de tudo, uma história de amor a si próprio.

Filhos de Sangue e Osso”, da escritora norte-americana de origem nigeriana Tomi Adeyemi é a Indicação de Babi Dewet. Voltado para o público Young Adult, também foi indicado para o Clube Leitura Kids & Teens.

A mitologia iorubá é o fio condutor do romance de estreia de Tomi Adeyemi na literatura. O livro abre a trilogia ‘O legado de Orisha’ e conta a história de Zélie, uma jovem disposta a lutar contra a opressão sofrida por seu povo. A menina perdeu a mãe aos seis anos de idade, justamente quando a realeza mandou executar todos os maji, pessoas que realizavam magias. Devido a situação, as magias sumiram e os atuais maji começaram a viver como escravos. Porém, Zélie e seu irmão Tzain entram em uma jornada ao descobrir que a filha do rei roubou um artefato capaz de trazer a magia de volta.

Graduada em literatura inglesa em Harvard, Tomi Adeyemi recebeu uma bolsa para estudar cultura africana em Salvador, na Bahia, onde se inspirou a criar um universo de fantasia de “Filhos de Sangue e Osso”. Considerada um dos grandes lançamentos de 2018, nos Estados Unidos, a obra ocupa as principais posições do ranking dos mais vendidos do The New York Times desde o lançamento e chegou ao mercado com adaptação negociada para o cinema pela Fox e publicação em mais de 15 países.

Entre os livros de não-ficção, “A Coragem de Ser Imperfeito” da escritora norte americana Brené Brown é a indicação de Daiana Garbin.

Viver é experimentar incertezas, riscos e se expor emocionalmente. Mas isso não precisa ser ruim. Como mostra Brené Brown, a vulnerabilidade não é uma medida de fraqueza, mas a melhor definição de coragem. Quando fugimos de emoções como medo, mágoa e decepção, também nos fechamos para o amor, a aceitação e a criatividade. Por isso, as pessoas que se defendem a todo custo do erro e do fracasso acabam se frustrando e se distanciando das experiências marcantes que dão significado à vida. Por outro lado, as que se expõem e se abrem para coisas novas são mais autênticas e realizadas, ainda que se tornem alvo de críticas e de inveja. É preciso lidar com os dois lados da moeda para se ter uma vida plena.

Brené Brown é professora e pesquisadora do Departamento de Serviço Social da Universidade de Houston. A autora ousou tocar em assuntos que costumam ser evitados por causarem grande desconforto. Sua palestra a respeito de vulnerabilidade, medo, vergonha e imperfeição já teve mais de 25 milhões de visualizações. Neste livro, Brown apresenta suas descobertas e estratégias bem-sucedidas, toca em feridas delicadas e provoca grandes insights, desafiando-nos a mudar a maneira como vivemos e nos relacionamos.

Garra: O Poder da Paixão e da Perseverança”, primeiro livro da psicóloga norte-americana Angela Duckworth é a indicação de Cristiane Correa.

Neste livro, obrigatório para todos que desejam alcançar o sucesso, a autora demonstra para pais, estudantes, educadores, atletas e empreendedores que o segredo para realizações incríveis não é o talento, mas uma mistura de paixão e perseverança que ela chama de “garra” — a capacidade de perseverar e produzir resultados além do puro talento, da sorte ou das eventuais derrotas. Pessoal e inspirador, capaz de transformar vidas, “Garra: O Poder da Paixão e da Perseverança” é um livro sobre o que se passa na cabeça das pessoas durante as derrotas e como isso pode fazer toda a diferença.

Angela Duckworth é Professora de psicologia na Universidade da Pensilvânia. Já atuou como conselheira na Casa Branca, no Banco Mundial, em times da NBA e da NFL e entre CEOs listados na Fortune 500. Bacharel em neurobiologia por Harvard, mestre em neurociência pela Oxford University e ph.D. em psicologia pela Universidade da Pensilvânia, Duckworth estuda a garra e outros atributos que prenunciam o sucesso. Ex-professora de matemática do ensino médio, é fundadora e diretora científica do Character Lab, ONG cuja missão é estudar e disseminar a ciência e a prática do desenvolvimento da personalidade da criança.

O Segredo” da escritora e produtora australiana Rhonda Byrne é a indicação de Marcio Fernandes. Você tem em suas mãos um Grande Segredo. Desde tempos imemoriais ele tem sido transmitido, cobiçado, ocultado, perdido, roubado e comprado por grandes somas de dinheiro. Este Segredo milenar foi compreendido por algumas das mentes mais brilhantes da História: Platão, Galileu, Beethoven, Thomas Edison, Andrew Carnegie, Einstein – bem como por inventores, teólogos, cientistas e pensadores de todas as épocas. Agora, neste livro, O Segredo está em suas mãos.

A jornada de Rhonda Byrne começou com o filme O Segredo, assistido por milhões de pessoas em todo o mundo. O filme deu origem ao livro de mesmo nome, um best-seller mundial disponível em 47 línguas, com 20 milhões de exemplares vendidos. A obra figurou por 190 semanas na lista de mais vendidos do The New York Times e foi recentemente incluído na lista dos 20 maiores best-sellers dos últimos 15 anos, elaborada pelo jornal USA Today.

E aí, curtiu a lista? Se você ainda não é assinante do Clube Leitura, não perca tempo. Aproveite a oportunidade e garanta mais leitura para sua vida!

Horário de atendimento

9h30 às 13h00 e de 14h às 19h